Luxuosas acomodações na Inglaterra, na Itália, em Portugal e na França

exibem peças exclusivas como destaques de décor

 

Qualquer roteiro de viagem pelo Velho Mundo vai, inevitavelmente, incluir arte - seja em visita a um museu, uma igreja ou até explorando a pé as ruas de grandes cidades europeias. As manifestações artísticas são parte da história e da cultura de países da Europa, sobretudo a Itália, berço do Renascimento, a França, que aflorou artisticamente no reinado de Luís XIV, conhecido como o patrono das artes, a Inglaterra, vanguardista na arte conceitual dos anos 1960, e Portugal, que coleciona igrejas que são verdadeiras galerias. Nestes países, alguns hotéis cinco-estrelas trazem a arte para a hotelaria de luxo e proporcionam aos hóspedes o contato raro com trabalhos de grandes artistas, que, não fosse por esse privilégio, só poderiam ser admirados em museus e galerias.

 

Na inspiradora região da Toscana, Itália, o hotel Castello del Nero está sob a proteção do Departamento de Monumentos e Belas Artes do país. Isso para preservar não apenas a bela coleção de esculturas que enfeita seus impecáveis jardins, mas porque o próprio edifício que hoje abriga o luxuoso hotel-boutique tem elementos de arte em sua estrutura, como os pisos de terracota, as lareiras antiquíssimas, tetos abobados e impressionantes afrescos. Além disso, o hotel promove eventos que fomentam a arte local, como a exposição do fotógrafo local Tommaso Nuti, que explora a temática da natureza da região, aberta para visitação até o dia 26 de novembro.

 

Ainda na Toscana, o hotel Villa Cora não apenas ostenta obras de arte em seu décor, como os afrescos originais preservados no andar nobre do edifício do século XVIII e os mobiliários que decoram o espaço, mas também por ter recebido grandes artistas, como os compositores Tchaikovsky e Claude Debussy. E, embora possua um estilo que remeta os hóspedes ao passado, todas as acomodações do Villa Cora dispõem de modernidades, como amplos banheiros, frigobar, TV, Wi-Fi e ar-condicionado. 

 

Na capital inglesa, o The Arch London apresenta espaços repletos de peças de arte contemporânea britânicas, como as cadeiras do artista Tom Dixon que mobíliam o Le Salon de Champagne ou as banquetas do Bar, desenhadas por Philippe Starck, em uma acomodação charmosa que ocupa sete townhouses geminadas de estilo georgiano. Peças de arte contemporânea também enfeitam os 82 elegantemente decorados apartamentos do hotel e as áreas comuns.

 

Em Paris, o único hotel cinco estrelas nas redondezas do Museu Rodin é o Le Cinq Codet, que ocupa o edifício da antiga Telecom francesa e foi completamente transformado pelo afamado designer Jean-Philippe Nuel, que conseguiu imprimir a atmosfera de ateliê em seu projeto. Há mais de 400 obras de design, fotografia e pintura, de artistas como Gerard Garouste, Charles Eames, Eero Saarinen, Tom Dixon e Patricia Urquiola.

 

A lista de cinco-estrelas artísticos na Europa não poderia deixar de incluir o incrível Farol Hotel instalado em uma mansão restaurada do séc. XIX debruçada nos penhascos de Cascais, em Portugal. Com um projeto contemporâneo de interiores, pensado pela designer Rita Gabriel com contribuições de aclamados estilistas portugueses e designers internacionais como Ana Salazar, António Augustus, Arkadius, Fátima Lopes, Miguel Vieira, Manuel Alves & José Manuel Gonçalves, José António Tenente, Paulina Figueiredo e João Rolo.

 

Os hotéis Castello del Nero (https://www.castellodelnero.com/en/), Villa Cora (http://www.villacora.it/pt/), The Arch London (www.thearchlondon.com), Le Cinq Codet (www.le5codet.com) e Farol (www.farol.com.pt) são representados no Brasil pela Key Partners (www.keypartners.com.br), de Sylvia Leimann. Para mais informações sobre os empreendimentos, acesse os respectivos sites.

 

0
0
0
s2sdefault